Início > - Se vira na China > Ano novo em Shanghai

Ano novo em Shanghai

Alô alô 2011! Como vão vocês?

Pois bem, ausentei-me durante essa semana pois estava em Shanghai! Eee.. maravilha! Para quem não sabe, Shanghai é a New York da China, coisa fina mesmo. Ainda tem pessoas que cospem pelas ruas, mas são poucas.. e o melhor de tudo! As pessoas esperam o sinal de pedestre ficar verde para atravessar! E os carros furam menos o sinal vermelho. Quem conhece as minhas habilidades barbeirísticas sabe que eu adorava sair buzinando pelas ruas curitibanas, mostrava o dedo mais comprido, jogava luz alta, mandava beijos e o escambau a quatro. Pois bem, depois desses últimos 3 meses chineses eu passei a DETESTAR , em vermelho caixa alta negrito e sublinhado, a tal da buzina. Se uma Anita no trânsito é irritante, imagine 17 milhões de pseudonitas em Beijing. “Não faça com os outros aquilo que você não gostaria que fizessem com você.” Ok, eu aprendi a lição. E em Shanghai, existem uma quantidade reduzida de motoristas anitando pelas ruas.. foi um alívio para os meus ouvidos..

Vamos lá então, sem essa baboseira de Feliz Ano Novo, saúde, paz e sacanagem, que já é dia 4. Iniciarei meu diário shanghaiano com direito a fotos minha gente.

29 de dezembro 2010

– Embarco no meu trem chinês as 22h09, com direito a triliche e “cama dura”, que na verdade é tão boa quanto a cama do meu apartamento (ou seja, dura). A disposição era basicamente: nichos de 3 camas empilhadas, repetidas ao longo de um corredor. O problema é que o espaço era tão pequeno entre uma cama e a outra, e o teto, que eu que sou baixinha tive que ficar toda notre-dame para conseguir ficar sentada, e lá pelas 23h a luz se apagou, então a única opção era ficar deitada, e dormir.

a foto é pessima, mas dá pra ter uma ideia mais ou menos da muvuca que é o trem.

30 de dezembro 2010

olha só quem me recebeu na plataforma do trem!

Cheguei em Shanghai sem muitos problemas, fiz o check-in no albergue (R$15,00 a diária!) e conheci uma garota chinesa de Shenzhen, aí ela se convidou e fomos juntas almoçar. Depois de eu praticar meu chinês fui ao “The Bund” que é a atração mais famosa de Shanghai, e o meu lugar preferido da cidade.

aí eu pedi pra um chinês tirar uma foto pra mim. Olha que linda! Que enquadramento! Que cabelo!

O legal é que de um lado é cheio de prédios de arquitetura européia, e do outro lado, é todo modernão e brilhante. À sugestão de uma colega da Hutong School, eu peguei o trem que atravessa de um lado para o outro. E a descrição dela era como uma “montanha-russa mas sem os sobes e desce, em um ambiente todo fechado e com várias luzes.” Foi a coisa mais bizarra da viagem. Até fiz um video que pretendo por no Youtube em breve.

O lado europeu de Shanghai..

E quando você atravessa para o outro lado, esta é a vista para o lado que estava eu antes.

E então eu fiquei dando um tempo do lado moderno até atravessar novamente. Tomei um cafezinho no Starbucks, um cara fez um retrato meu (uma versão completamente ocidental minha.. haha) e passei bastante frio. Peguei o trem bizzaro devolta a cidade. Fiquei passeando então, e mais além voltei para o albergue. Aí eu fiquei me localizando no mapa e pesquisando quais atividades faria nos próximos dias, até 00h mais ou menos, e fui para o meu quarto dormir. E para a minha surpresa, a garota chinesa com a qual eu havia almoçado, aparece trebada no quarto e regurgitou ali mesmo. Quem estava dormindo foi acordando por causa do delicioso cheiro que ficou no quarto e eu só fui dormir direito lá pelas 3h..

31 de dezembro de 2010

Acreditem se quiser, Anitão acordou cedo no último dia do ano, 7h30, e foi pra Igreja! Eu havia lido no guia sobre a SheShan Cathedral que ficava em um “morro”. Não era tão alto. Mas eu gosto de morros e de lugares afastados da cidade com poucos turistas. E lá fui eu, peguei metrôs, moto taxi e cheguei na belezinha. O lugar estava bem vazio, aí eu fiquei por um tempo pensando nos meus pecados e observando o porteiro a brincar com a sua dentadura. Quinze ou vinte minutos depois começaram a aparecer turistas e eu resolvi que era a minha hora de sair.

O lugar não é simplesmente bonito. Mas o que me deixou impressionada é o fato de ser uma igreja católica no alto de um morro na China.

tadinho.. o anjinho ficou de castigo..

E depois voltei ao centro da cidade.. Desci do metrô no People’s Square, e passeei aos redores do parque. Vi uma exposição em uma galeria anexa ao Shanghai’s Art Museum. E mais tarde foi ao Xin Tian Difang, que é nada mais que uma região elitizada com lojas como Tiffany’s & Co. Louis Vuitton.. e etecetera e tal. Aí eu aproveitei pra me comprar um casaquinho porque eu estava com MUITO frio e achei que lá não estaria tão frio assim porque estava só 1ºC na previsão.. Erro de principiante..

Shanghai’s Art Museum – Eu adoro o contraste do “velho e do novo”

Voltei para o albergue, tomei meu último banho do ano e comi meu último Mc Donalds do ano. E depois fui me juntar a chinesa bêbada para a comemoração de final de ano. Fomos ao The Bund para ver se haveria fogos, não tinha, então o plano era ir para uma outra festa. Mas o taxista que o meu grupo pegou parecia estar bêbado, então desistimos da festa e voltamos pro albergue, dormir.

Não sei quem são, não sei quem tirou a foto. Mas foi engraçado.

Feliz ano novo!

01 de janeiro de 2011

Comecei o ano com longas caminhadas pela cidade. A começar, fui ao mercado de insetos, peixes, flores, e também ao “mercado das pulgas”. Foi uma caminhada bem gostosa e bem interessante.

grilos – alguém quer comprar uma sorte? haha Eu até fiz um video do barulho insuportável..

Até os aquários chineses são super povoados.. fiquei com dó. De verdade.

Sabe todas aquelas tranqueiras que você vai empilhando na sua casa porque você tem dó de jogar fora e acha que um dia pode ser útil? Então, em alguns anos, você pode abrir a sua barraquinha de antiguidades!

Passeando passeando, vi essa vitrine que não podia deixar de clicar. Reconhece algum deles?

Para finalizar a noite, eu caminhei por duas horas depois da janta ao longo do The Bund.

02 de janeiro de 2011

Fiz o check-out. E fui no antigo mercado da cidade. Aqui sim é bem chinês. Telhadinhos familiares, luminárias laranjas penduradas por tudo quanto é lado, vários “camelôs” e é claro, muita gente! O que me deixou bem irritada.

Muita gente e telhadinhos

“EMOO!” Ok eu sei, mas eu gosto de sair na foto também! –  Yu Gardens. Lugar bonito, mas.. eu tô meio de saco cheio desses lugares “templo”.

Depois fui em uma loja de material de desenho e me comprei vários markers da marca Tomb e Prismacolor, e canetas Stabilo, com R$37,50 (12 markers, 7 Stabilos, 3 pincéis e um estojo de brinde!). Um verdadeiro arrego minha gente! Em Curitiba, na Grafitti, eu consigo comprar só 3 markers com esse dinheiro. Só não saí tão feliz da vida da loja porque eu gritei com a atendente porque ela ficava falando em um dialeto de Shanghai que eu não conseguia entender, e ela continuava repetindo a mesma coisa como se eu fosse chinesa (e eu não sou!), aí eu fiquei com raiva e gritei “EU NÃO CONSIGO TE ENTENDER” (em inglês, obviamente). Aí a loja toda olhou pra mim, e ela deu uns 3 passos pra trás e ficou me vigiando de longe.. haha

Aliás, eu desenvolvi uma nova tática para evitar todo aquele “você é brasileira?! Mas você parece chinesa..” Eu passei a dizer que sou koreana. E todo mundo só faz um “ahhhh” “Ok, faz sentido ela não falar chinês, e ser oriental”.

como eu ainda tinha tempo. Fui dar uma conferida nessa igreja. Sei lá né.. ainda preferi ficar andando pela cidade.

Eu sei, tem foto de tudo. Mas eu fiquei tão feliz quando vi essas bikes bonitinhas. Pra quem não sabe, meu projeto final da PUC foi uma bicicleta, e eu fui assaltada por causa de uma bicicleta. Então passei a gostar de bicicletas..

E obviamente, fui ao The Bund me despedir. Eu gosto de ficar observando as pessoas. Aí eu fiz uma seção dos turistas posando.

Voltei para o albergue para pegar as minhas coisas, fui para a estação de metrô, e voltei para Beijing. Fim.

E pra quem tá pensando em fazer uma viagem bacana dessas: “Quanto custa, Anitão?”

– Passagens de trem, ida e volta 641RMB

– Albergue: 180RMB/ 3 diárias

– Comida, entradas, taxis e passagem de metrô: 388RMB (incluindo cafés do starbucks, e caminhando muito, obviamente)

Total: 1209RMB / R$302,25 Não é megaaa barato, mas também não é nada caro para uma viagem de 4 dias. O post já está grande demais.. então, se um dia você planeja visitar Shanghai, já sabe quanto vai gastar por baixo. Mas tem que vir pra China primeiro 😉

Anitão se sente mais ocidental depois que voltou de Shanghai. E às vezes, koreana. Ela escondeu a sua versão malígna em um lugar que ela não precisa encarar.

Anitão posta agora em outro blog: Joanitas

Anúncios
Categorias:- Se vira na China
  1. 04/01/2011 às 19:14

    Nossa, você está MUITO ocidentalizada no desenho! Muito maligna também, hehehe…

  2. 05/01/2011 às 15:26

    Genteeeeeeeee
    Eu amei o lado europeu de Shanghai!
    Que coisa mara.
    E aquele trem? Até para o meu tamanho ele é pequeno.
    Quanto ao seu desenho, achei que ficou numa versão meio mangá, toda poderosa.
    Hahaha

  3. gabrimel
    05/01/2011 às 20:26

    hahaha o desenho heim….
    ai que divertido andar assimmmm…
    ótima estratégia a do koreana humm…
    e e e… que saudadeee
    morri de inveja dos materiais de desenho hummm

    beijoo

  4. 19/09/2011 às 15:22

    Oi Anitão, sei que já faz tempo, mas você recomenda esse albergue? Como você escolhe o albergue que vai ficar? Estou indo pra China ano que vem (ainda não sei bem a época…) estão estou lendo por aqui pra me inspirar… Você indica outros blogs tmb? Beijo.

  1. 03/02/2011 às 16:07

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: